Posso dar qualquer chá para crianças?

E óleo essencial, posso?

Apesar de parecer algo inofensivo, dar chá para crianças, ou mesmo um óleo essencial, pode gerar efeitos similares aos de medicamentos sintéticos.

Isto acontece porque chás e óleos têm efeitos farmacológicos em nosso organismo. Assim como medicamentos, podem ser medicinais ou tóxicos.

E você não daria qualquer medicamento para uma criança, né?

Inclusive para adultos, o uso criterioso de chás e óleos é necessário.

 

 

Se a dose for baixa, pode?

 

Há um grupo de pessoas para qual esta lógica de baixa dosagem não deve ser utilizada! Este grupo inclui: crianças, idosos, gestantes, lactantes, pessoas que utilizam medicamentos ou que têm doenças crônicas.

Para estas pessoas, é necessário um cuidado especial, que vai além da dosagem reduzida.

Crianças não são adultos em miniatura!

Parece fazer sentido reduzir a dosagem indicada de uma planta ou óleo para adultos, e então administrá-la em crianças.

Mas, precisamos nos lembrar da biologia básica: o organismo da criança ainda está em fase de maturação. Este organismo não tem a mesma capacidade que o organismo adulto tem de lidar com determinadas moléculas químicas. Então, quando for dar chá para crianças, lembre-se sempre disso.

Planta e óleo são química, sim!

Talvez você já saiba disto, mas, sempre é válido repetir: eles são naturais, mas, podem, sim, fazer mal.

Podem causar efeitos tóxicos, podem interagir com outros medicamentos. Química natural é tão potente quanto a química sintética.

 

 

suco com ervas medicinais para crianças

Um simples suco com ervas medicinais também tem a química das plantas!

 

Quando dar chás e óleos essenciais para crianças?

 

As plantas medicinais e os óleos essenciais podem ser muito úteis em diversas situações: nos cuidados básicos de saúde, no dia a dia, em práticas lúdicas de bem-estar e na medicina preventiva, para fortalecimento da saúde.

Esses cuidados devem ser feitos com orientação profissional. Sempre recomendo que os responsáveis pela criança aprendam a maneira correta de fazer chás, de preparar compressas, de diluir os óleos essenciais para uso, entre outras preparações úteis.

Em casos de sintomas recorrentes, não recomendo a utilização de plantas e óleos! Nesses casos, eles podem mascarar sintomas e induzir a demora de procura por atendimento médico, colocando a saúde da criança em risco.

 

 

Mas como utilizar corretamente as plantas e óleos em crianças?

 

Primeiramente, é necessário saber a maneira correta de se fazer um chá ou aplicar um óleo. Com “maneira correta” me refiro à aplicação medicinal desses recursos. Há como fazer chás e óleos apenas para bem estar ou para uso cosmético, e este tipo de preparação é diferente da preparação com finalidade medicinal.

A partir desta base do preparo correto, que vai oferecer muita segurança, é que se vai buscar quais plantas e óleos podem ser utilizados para cuidar das crianças e quais os cuidados possíveis de serem feitos em casa!

Até para o uso de um chá como alimento ou de um óleo pelo seu cheirinho, ou seja, apenas com finalidade de bem-estar, é imprescindível fazer o uso correto e seguro! Esse cuidado precisa ser redobrado quando for dar um chá para crianças.

Ter em mãos informação confiável de quais são as precauções e proibições do uso de chás e óleos em crianças também é fundamental.

 

 

Plantas e óleos substituem os remédios da drogaria?

 

Vejo por aí uma grande ilusão de que, se você utilizar plantas e óleos essenciais, vai então poder jogar fora a sua farmácia sintética.

Essa ilusão é alimentada constantemente por negócios de saúde natural, como estratégias de marketing multinível.

Vendedores de óleos essenciais e “terapeutas” de formação duvidosa podem te afirmar essa falsa verdade. Talvez eles acreditem mesmo nisso.

Mas, um bom profissional de saúde não vai te dizer isso!

As plantas medicinais, em sua forma de plantas, mesmo, ou seja, chás, banhos e pós, são terapias complementares a outros tratamentos de saúde. Você pode dar um chá para crianças como reforço ao uso desses medicamentos, desde que preste atenção nas interações medicamentosas. Leia sempre a bula do medicamento antes de administrá-lo isoladamente ou em conjunto com outro tratamento, ok?

Óleos essenciais também são complementares.

Isto quer dizer que você não vai se utilizar exclusivamente deles pra cuidar da sua saúde.

Você até pode usar nos cuidados básicos do dia a dia e na medicina preventiva.

Mas, em casos de doenças agudas e crônicas, eles não podem ser utilizados como terapia única!

Isto acontece porque eles não são padronizados. Não se sabe exatamente qual a dose de ativos medicinais há dentro de uma xícara de chá ou de uma gota de óleo.

E, para tratamentos mais complexos, é necessário saber a dosagem correta, dentre outras informações importantes.

 

 

chá para crianças

Chá é remédio, mas não é medicamento.

 

 

Um medicamento fitoterápico pode substituir um remédio?

 

Os medicamentos fitoterápicos não são complementares. Eles podem ser a única forma de tratamento, caso assim seja prescrito. Isto acontece porque uma planta, quando transformada em medicamento, passa por vários estudos que fornecem uma série de informações, como aquela da dose, por exemplo.

Não precisamos ser radicais!

É sensato ter uma farmácia caseira que seja composta de medicamentos sintéticos e remédios naturais.

Mas, ainda mais sensato de que isso, é saber utilizar bem estes recursos.

 

 

E se eu precisar de orientação profissional, como buscar?

 

Por se tratar de saúde, essa orientação deve ser buscada com profissionais de saúde!

Por amor a sua criança, não se baseie em blogs e vídeos na internet, ou mesmo apenas em livros para fazer os cuidados de saúde dos pequenos!! Não decida dar um chá para crianças com base em fontes que não sejam confiáveis!

Hoje, há muita informação falsa por aí. Plantas medicinais e óleos essenciais, infelizmente, fazem parte de um grande negócio de saúde.

Sua maior base para cuidar da saúde corretamente é o seu conhecimento.

Ter conhecimento é uma maneira de proteger a sua saúde e da sua família, evitando correr riscos desnecessários!

Você precisa buscar informações confiáveis, pois, os vendedores e terapeutas com má formação querem vender, e dificilmente vão te contar que há efeitos adversos nas plantas e óleos (talvez, eles nem saibam disso!).

E, mesmo que você encontre informações verdadeiras e confiáveis, talvez elas não sejam suficientes para te oferecer o apoio profissional que você precisa para ter esses cuidados de saúde e práticas de bem estar.

 

 

profissional da saúde pode recomendar chá para crianças

O profissional de saúde capacitado em fitoterapia e aromaterapia tem condições de oferecer orientação segura e prática

 

Retomando ao início, busque apoio com um profissional de saúde.

Mas, já te adianto também que não é qualquer profissional de saúde que vai conseguir te orientar nos cuidados naturais.

A fitoterapia e a aromaterapia não são ensinadas em todos os cursos da área da saúde!

Geralmente, os profissionais de saúde buscam formações complementares nestas áreas. Falei um pouco sobre isso neste post.

Então, se você quer se consultar com um profissional que te apoie, você vai precisar investigar antes qual a área de atuação do profissional. Geralmente, eles deixam claras as suas áreas de atuação em seus sites e informativos.


 

Essas informações foram úteis pra você? Comenta aqui o que achou, compartilhe com outras pessoas! É preciso fazer o conhecimento confiável circular.

Se você ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco.

O nosso trabalho oferece orientação segura e prática para o uso caseiro de plantas medicinais e óleos essenciais.

Farmácia natural é conhecimento pra vida!

 

Autora: Nathânia Sousa Frutuoso, farmacêutica e psicoaromaterapeuta. CRF-MG 34572.

 

Bibliografia:

 

FESTY, Danièle. Cuidando dos filhos com óleos essenciais. Belo Horizonte: Editora Laszlo: 2017.

MONTEIRO, S . C.; BRANDELLI C. L. C. Farmacobotânica: aspectos teóricos e aplicação. Porto Alegre: Artmed, 2017.

 

 

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


se inscreva na newsletter
e receba cartas perfumadas

Newsletter

Eu sou daquelas pessoas que adora escrever uma carta à mão.

Quem já recebeu minhas caixas aromáticas sabe disto.
E na newsletter não podia ser diferente.

Gosto de escrever cartas digitais, pra serem lidas com uma xícara de chá ou café.

É um convite à pausa.

Aqui você vai encontrar cartas de memórias perfumadas, coisas do dia a dia e novidades da agenda (em primeira mão).
Sem spam, ok?!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.